Os talentos estão embaixo do nosso nariz!

Treinar, capacitar e reter talentos não é um assunto apenas da área de recursos humanos, mas um desafio que ronda o dia a dia de gestores de empresas do mundo todo.

Quantos talentos você só reconheceu quando ele lhe pediu demissão? Quantos talentos você só descobriu após alguns anos, ao reencontrá-lo no mercado, realizando bons resultados?

Podemos assimilar a escolha e a retenção de talentos ao trabalho de garimpo de ouro em rios: é preciso dedicar atenção, observar diversas opções, submeter a algumas análises (até mesmo para que nenhuma das partes colaborador-empresa tenha uma experiência frustrada) e lapidar a peça escolhida. Essa última etapa pode ser a mais criteriosa e desafiadora.

Obviamente, existem profissionais especializados e com conhecimento específico para esse criterioso trabalho de seleção, mas, ao longo dos anos e passagem por diferentes empresas e equipes, desenvolvi e acredito nos seguintes passos principais para a captação e retenção de talentos:

  • Passo 1: Identificar possíveis talentos na contratação

Para o sucesso de identificação de talentos, devemos estabelecer logo no processo de contratação, uma metodologia que permita diferenciar e identificar as características que precisam se destacar para a vaga.

  • Passo 2: Monitore as suas apostas

Durante o período de experiência do profissional na organização, é necessário estipular metas e monitorar os resultados – importante, também, estabelecer mecanismos de identificação das situações que extrapolaram as metas estipuladas. Este é um dos maiores desafios, porque parte dos talentos não sabem fazer o marketing pessoal e acabam apresentando menos do que realmente realizam.

  • Passo 3: Cultura organizacional é tudo!

Identifique o que motiva seus colaboradores a desenvolverem suas tarefas no dia a dia. A partir daí, promova um ambiente profissional com situações que estimulem esses talentos.

  • Passo 4: Identificou? Agora reconheça!

Deve haver reconhecimento transparente e público que promova o princípio de meritocracia ao mesmo tempo que valoriza as características de destaque em seus colaboradores. Ofereça um programa de crescimento na carreira!

 Essa é apenas uma reflexão e um modelo que temos tentado praticar, mas que na realidade não é uma tarefa fácil.

 

Fernando Oliveira é CEO da SEC4YOU, empresa brasileira com foco em segurança da informação.